Vacinação do Covid-19 e o câncer de mama

sexta-feira | 30 de abril de 2021

A Sociedade Brasileira de Mastologia vem se posicionar junto ao público em geral e aos órgãos competentes em particular, que as pacientes oncológicas, em especial as que se encontram em tratamento de câncer de mama ou mesmo as que já terminaram o seu ciclo, podem e devem ser vacinadas, não havendo qualquer contraindicação e, portanto, não havendo necessidade de exigência de apresentação de atestado médico.

Importante ressaltar que ser vacinada é um direito inalienável dessas pacientes previstos no Princípio Constitucional da Dignidade da Pessoa Humana. Desse modo, dentro da responsabilidade da SBM, nos cabe esclarecer o assunto e, ao mesmo tempo, chamar a atenção que a prescrição médica para tal procedimento é praticamente inviável. A maioria das pacientes, principalmente as do SUS, terão dificuldades em marcar consulta para obterem atestado médico, o que pode acarretar na perda do prazo para a vacinação.

Enfim, não havendo qualquer contraindicação por parte das vacinas, tal exigência perde total sentido. Por isso, a Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que todas as pacientes se vacinem e se coloca à disposição de toda a população, assim como do Ministério da Saúde e de quaisquer outros órgãos ligados direta ou indiretamente ao Sistema de Saúde e, em especial, ao processo de vacinação, para esclarecer e contribuir no que for necessário.