Máscara contra covid: manifesto ganha adesão e mobiliza 81 entidades

terça-feira | 2 de março de 2021

Organizações médicas alertam para a importância do equipamento de proteção, que Bolsonaro tentou desqualificar na live da última quinta-feira.

O manifesto em defesa ao uso de máscaras como instrumento eficaz na redução da transmissão da covid-19 praticamente dobrou no número de assinaturas, nesta segunda-feira (1º/3). São 81 entidades médicas declarando apoio ao equipamento de proteção individual (EPI), apesar de Jair Bolsonaro ter tentado desqualificá-lo, na live da última quinta-feira, citando um suposto estudo científico alemão. O presidente ignora o uso da proteção e faz questão de não usá-lo em público.

“Máscaras são instrumentos eficazes para a redução da transmissão de vírus respiratórios e são preconizadas na atual pandemia para uso, não apenas por profissionais da saúde no cuidado de indivíduos com suspeita ou diagnóstico de covid-19, mas por todos. O uso correto da máscara é a ação pessoal com efeito coletivo fundamental para diminuir a circulação do vírus”, defende o documento conjunto da Associação Médica Brasileira (AMB) e suas federadas estaduais e sociedades de especialidades médicas.

primeira versão do manifesto, com 46 assinaturas, foi divulgada no último domingo (28/2) e atualizada com ao acréscimo de mais 35 novas adesões. No documento, as entidades destacam as evidências científicas que embasam a defesa da máscara e reiteram a necessidade de aliar a estratégia ao distanciamento social, ao não compartilhamento de objetos de uso pessoal e à higienização das mãos.

O objetivo do documento, de acordo com o próprio texto, é orientar a população “com informações seguras e baseadas na ciência, de forma clara e convergente. Direcionamentos contrários desconstroem, confundem e agravam a situação do país”, afirma o manifesto.

Na última live que tradicionalmente faz pelas redes sociais, na quinta-feira (25/2), Bolsonaro citou uma enquete, realizada na Alemanha, para criticar o uso de máscara. “Começam a aparecer estudos, eu não vou entrar em detalhes, sobre o uso de máscaras, que, em um primeiro momento aqui, uma universidade alemã fala que elas são prejudiciais a crianças”. O “estudo”, na verdade, é uma enquete online de pesquisadores de uma universidade do país e não tem validade como pesquisa científica.

Confira todas as entidades que assinam ao manifesto:

Academia Brasileira de Neurologia
Associação Brasileira de Alergia e Imunologia
Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica
Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular
Associação Brasileira de Medicina de Emergência
Associação Brasileira de Medicina de Tráfego
Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação
Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícias Médicas
Associação Brasileira de Medicina Preventiva e Administração em Saúde
Associação Brasileira de Nutrologia
Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial
Associação Brasileira de Psiquiatria
Associação de Medicina Intensiva Brasileira
Associação Médica Homeopática Brasileira
Associação Nacional de Medicina do Trabalho
Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Colégio Brasileiro de Radiologia
Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura
Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia
Federação Brasileira de Gastroenterologia
Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular
Sociedade Brasileira de Cardiologia
Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão
Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica
Sociedade Brasileira de Clínica Médica
Sociedade Brasileira de Coloproctologia
Sociedade Brasileira de Dermatologia
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva
Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica
Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia
Sociedade Brasileira de Infectologia
Sociedade Brasileira de Mastologia
Sociedade Brasileira de Medicina de Familia e Comunidade
Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear
Sociedade Brasileira de Nefrologia
Sociedade Brasileira de Neurocirurgia
Sociedade Brasileira de Oncologia Clinica
Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Sociedade Brasileira de Patologia
Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial
Sociedade Brasileira de Pediatria
Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Sociedade Brasileira de Radioterapia
Sociedade Brasileira de Reumatologia
Sociedade Brasileiro de Urologia
Associação Médica do Acre
Sociedade de Medicina de Alagoas
Associação Médica do Amazonas
Associação Médica do Amapá
Associação Bahiana de Medicina
Associação Médica Cearense
Associação Médica de Brasília
Associação Médica do Espírito Santo
Associação Médica de Goiás
Associação Médica do Maranhão
Associação Médica de Minas Gerais
Associação Médica do Mato Grosso do Sul
Associação Médica do Mato Grosso
Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará
Associação Médica de Pernambuco
Associação Piauiense de Medicina
Associação Médica da Paraíba
Associação Médica do Paraná
Sociedade Médica do Estado do Rio de Janeiro
Associação Médica do Rio Grande do Norte
Associação Médica de Rondônia
Associação Médica de Roraima
Associação Médica do Rio Grande do Sul
Associação Catarinense de Medicina
Sociedade Médica de Sergipe
Associação Paulista de Medicina
Associação Médica de Tocantins

Fonte: Correio Braziliense