Mastology


Sobre a Mastology

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) foi fundada em 1959 e mais tarde reconhecida pela Associação Médica Brasileira (AMB) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em 1978 e 1989, respectivamente. Em 1982, uma análise da proficiência curricular foi conduzida para qualificar os primeiros especialistas e, em 1986, o primeiro exame para se tornar especialista em mastologia (TEMA).

O Boletim SBM foi editado na década de 1980, que foi focado no fornecimento de notícias e pequenas atualizações para especialistas. No entanto, faltava um Jornal oficial da sociedade para publicar pesquisas de autores brasileiros naquele momento.

Em agosto de 1991, nasceu a Revista Brasileira de Mastologia . Foi criado pelo presidente da SBM na época, o empresário e idealista Antônio Figueira Filho, com o apoio de Marconi Luna, o secretário geral diligente da SBM. Os primeiros editores foram: Antônio Figueira Filho, Henrique M. Salvador Silva e Jairo L. Coelho Junior. Havia também um Conselho Editorial composto por Carlos Henrique Menke, Ezio N. Dias, José A. Ribeiro Filho, José Baptista da Silva Neto e Orlando Silva Telles, com outros representantes de muitos estados regionais brasileiros.

A primeira edição do periódico incluiu: uma apresentação – “A Mastologia no Brasil” de Antônio Figueira Filho; um editorial – “Câncer de Mama” de Jorge Marsillac; Um artigo original – “Ginecomastia: importância do diagnóstico etiológico na orientação do tratamento” por Guido MC Magalhães e Harlen T. Merched; ginecomastia: importância do diagnóstico etiológico na orientação do tratamento; três atualizações – “O estado atual da cirurgia de câncer de mama” por John Hayward, “Câncer da mama masculina” de Ézio N. Dias, “O seio: uma visão psicanalítica” [um peito: uma visão psicanalítica] por Sônia C. da Silva; um relato de caso – “Cisticercose da mama” de Lair BC Ribeiro, Hélio Eloy A. Dias e Lygia S. Cunha.

Desde a sua criação, a revista foi publicada com sucesso sem interrupções. Foi publicado pela primeira vez a cada seis meses e depois a cada quatro meses. Todos os esforços de seus sucessivos editores e membros do conselho editorial devem ser louvados. O Journal foi capaz de obter indexação em Scielo e Lilacs. Recentemente, os artigos começaram a ser digitalizados e com acesso à internet, que é um reflexo da modernidade.

Para fins práticos, a revista realizou seus objetivos e alcançou distinção e importância. Agora a Mastology tem 26 anos de idade e está amadurecida. Agora enfrenta uma nova fase com a publicação de artigos em inglês, a fim de ampliar sua promoção a nível internacional.

http://www.mastology.org/

Alfredo Carlos S. D. Barros – Ex-editor e presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia